Invasões Bárbaras 2

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Invasões Bárbaras 2

Mensagem por miltonviziak em Seg Jun 26, 2017 9:02 am

Depois do Samuel dar seus conselhos Ulf disse para Amora:
O que você acha disso Amora, sabemos que Fenrir é uma grande responsabilidade, afinal nós ja somos da tribo e conhecemos bem o peso disso.Você que vai ser a lider da matilha fica pra você decidir, mas eu acho dificil achar mais pessoas sem matilha por aqui.
avatar
miltonviziak

Mensagens : 39
Data de inscrição : 03/04/2017
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Invasões Bárbaras 2

Mensagem por Alexyus em Qua Jun 28, 2017 9:13 pm

Ingrid cruzava os bracos sem entender muito bem o por que deles precisarem de mias lobos para invocar o grande Fenris. -- Explique-se Samuel, por que precisaremos de mais lobos e qual é o fardo pesado que teremos que carregar por tê-lo como nosso totem? E.. por acaso há uma outro lobo a ser convidado para a assembléia?

Samuel acenou com a cabeça pacientemente, sorrindo com tolerância:

- Vocês têm muitas dúvidas, eu compreendo, mas temos aqui um fenrir, que é o mais qualificado para explicar isso. Ian? 


O Vigia falou de onde estava, de braços cruzados e rosto emburrado:

- Fenris é o maior dos espíritos da Guerra, e ninguém ousará discutir isso. Ele cobrará deveres e comportamentos pesados e difíceis para ceder suas forças à uma matilha. Mesmo que vós, Amora e Ulf, sejais fenrires, o teste paraser aceito pelo totem costuma ser bastante desafiador. Para essa infante fúria negra, será a tarefa mais difícil de sua vida. Seria bom que vocês tivessem mais garous ao seu lado, assim os que sobrevivessem ao teste poderiam formar uma matilha forte e completa, e não apenas uma dupla ou trio... ou talvez mesmo apenas um de vocês viva para contar como foi...

Samuel contemporizou:


- Ninguém precisa morrer, qualquer um que sentir-se inapto para a tarefa pode desistir, e nós tentaremos garantir que Fenris não o faça em pedaços. Mas Escudo de Valhalla está certo, seria bom que vocês tivessem mais candidatos. O que me diz, jovem presa de prata? Está disposto a ficar por aqui tempo suficiente para integrar uma matilha? 

A última pergunta foi direcionada a Dimitri. Os dois anciãos deixaram que Dimitri falasse e que os outros conversassem.

Ao final, Samuel concluiu:


- Na Assembleia com certeza haverá muitos garous jovens que ainda não tem uma matilha. Vocês podem lançar um desafio coletivo durante a Quebra do Osso para que algum bravo ouse acompanhá-los no teste. Mas por ora, vocês devem fazer seus próprios planos. Eu os ajudarei na hora apropriada.
avatar
Alexyus

Mensagens : 155
Data de inscrição : 05/07/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Invasões Bárbaras 2

Mensagem por Cetza em Qui Jun 29, 2017 3:12 pm

Para essa infante fúria negra, será a tarefa mais difícil de sua vida.
Ingrid não gostou de ter ouvido aquilo, ela conhecia as histórias antigas sobre como os Crias lidavam com as fêmeas... Mas isso, para ela pouco importava. O Grande Fenris era um espírito respeitável e o fato dele ser rígido acabava por ser um incentivo à mais para Ingrid

-- Uma tarefa difícil?... HAHA! Fala como se não conhecesse uma fúria! Agora que disse isso estou ainda mais com vontade de que o Grande Fenris seja o nosso totem...
Ingrid ficava intrigada com a ideia de testar um novo garou para participar da matilha,
ela logo começava a pensar em alguns desafios.

-- Seria interessante um teste de força e coragem... Talvez podemos usar como desafio uma caçada contra algum lacaio da corruptora.
avatar
Cetza

Mensagens : 46
Data de inscrição : 25/03/2017
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Invasões Bárbaras 2

Mensagem por Alexyus em Sab Jul 15, 2017 3:30 am

PARTE 2:
Assembléia


A última noite do verão estava começando, com o sol descendo sobre o horizonte e a Lua Cheia começando a brilhar no céu esmaecente. Os pássaros começavam a se reunir nas árvores para suportar juntos a escuridão vindouro. Na cidade de Londres, os soldados do rei, cansados após um dia de vigilância nos portões, ânsia AM por fechá-los, mas ainda tinham que esperar os camponeses que respigavam os últimos frutos remanescentes da colheita daquela estação. Os londrinos mais adiantados já tinham ido para casa ou para uma das muitas cavernas da cidade, beberam e conversarem, tentando rir e se alegrar com o cotidiano, e tentar esquecer que os tempos frios e difíceis estavam para começar...

fora da cidade lamacenta e mal cheirosa, os guerreiros de Gaia reuniam-se na floresta do Rei, ao noroeste de Londres. Os lobos andavam por todos os lados, afluindo para a área de reuniões, uma clareira semi encoberto pelos galhos das árvores, mas que ainda permitiria ver a face brilhante de Luna quando ela estivesse alta no céu.

Os anciãos ainda não tinham sido vistos, mas matilhas de guardiões se postava nas entradas da floresta e orientação o fluxo de garous na direção certa, cuidando de manter a ordem. Eles esperavam muitos lobisomens de última hora, tanto pelo caráter multitribais da seita quanto pela importância do Caern do Leão de Prata.

Um destes últimos garous era Artur, de Góes, o Sopro de Gaia. Ele estivera vagando pela Inglaterra, cuidando e curando a população que tentava reconstruir o reino no pós-guerra, quando soube da assembléia convocada pelo rei Ricardo Coração de Leão. Fazendo perguntas às pessoas certas, Arthur descobriu que o rei era também um Presa de prata, o que reforcava a grandeza do. chamamento. Rtbur poderia passar uma noite entre os seus enquanto aprendiz mais sobre aquela terra nova para ele, mas de história antiga.

Alguns garous já estavam havia alguns dias na cidade, como Amora, Ingrid, Ulf e Dmitri. Sendo cliaths numa seita numerosa e sem terem formado ainda uma matilha, eles não receberam funções específicas durante a Assembléia, então poderiam usar seu tempo observando a chegada dos outros e avaliando cada um.

Todos os garous que eles já conheciam estavam ou estariam ali, o que permitia que eles tivessem assistência dos mais experientes do seu círculo de relações.
avatar
Alexyus

Mensagens : 155
Data de inscrição : 05/07/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Invasões Bárbaras 2

Mensagem por miltonviziak em Seg Jul 17, 2017 9:12 am

Muitos garous estavam chegando para a assembléia e nós estavamos sem funções para fazer.

Amora o que você achou sobre o que o ancião disse ?
Quer tentar arrumar mais integrantes, ou ir mesmo assim ?
avatar
miltonviziak

Mensagens : 39
Data de inscrição : 03/04/2017
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Invasões Bárbaras 2

Mensagem por LewisCarroll em Seg Jul 17, 2017 4:20 pm

Depois de dias de espera por um sinal, Tadeu escutou os murmúrios dos Garou sobre a assembleia que Ricardo, Coração de Leão, estava preparando para os Garou da inglaterra. Destes falatórios, ao ouvir a palavra "leão", se lembrou do sonho e do motivo dele ter aportado na Inglaterra. Rapidamente, ele preparou suas coisas, se despediu dos companheiros do Caern que o recebeu e partiu pela estrada sem dar chance para o sol nascer.
No caminho seguiu perguntando cautelosamente a direção da tal reunião, de seita em seita, até encontrar o Caern do Leão de Prata. Lá chegando, se sentiu deslocado, mas tentou avistar alguns que fossem de sua tribo para poder se localizar e ter as informções necessárias do tal evento. Após isso, ele teria uma ideia do que poderia fazer ou, de qualquer forma, o destino o impurraria para dentro da situação.


"Esta terra fria e úmida, faz-me sentir falta da Ibéria. Espero que isto não tenha sido um erro"

narração
fala, "pensamentos"
ação
avatar
LewisCarroll

Mensagens : 11
Data de inscrição : 18/04/2017
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Invasões Bárbaras 2

Mensagem por Cetza em Seg Jul 17, 2017 5:05 pm

Já estava de noite e a face de Luna praticamente não se podia ser vista de dentro da floresta. Ingrid estava sentada sob a sombra de uma árvore enquanto observava os outros garus chegarem para a assembleia. A jovem cliath estava animada, queria sair e respirar novos ares como uma loba... a vida de humana parecia cansar-lhe. Ela assumia a forma de loba e desfilava pela floresta, com o seu nariz empinado sentia o cheiro da relva fresca e dos novatos, Ingrid saía em busca de novos garous aparentemente dignos de superar o desafio do Grande Fenris.

" A folhagem está tão fresca.. e agradável.. tão diferente das cidades dos duas patas... bem... vamos ver o que encontro nessa safra de garous... "
avatar
Cetza

Mensagens : 46
Data de inscrição : 25/03/2017
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum