Filhos de Gaia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Filhos de Gaia

Mensagem por GAIA em Sex Abr 14, 2017 4:31 pm


Quando a Wyrm invadiu o coração dos Garou e o sangue das tribos foi derramado pelas garras dos próprios lobisomens, os Filhos de Gaia ergueram-se para conduzir os Garou de volta às graças da Mãe. Eles suspenderam o Impergium, pressionaram as tribos para que fizessem paz e espalharam a palavra do amor de Gaia pelas terras dos humanos.
Para os Filhos de Gaia, a vida é um presente que deve ser saboreado, não uma batalha a ser vencida. Entre os Garou, eles são os unificadores, os arautos da paz.
Os Filhos de Gaia insistem que abraçar a violência é garantir, por omissão, a vitória da Wyrm. Eles admitem que a morte faça parte da vida, mas o ódio é o portal para a Wyrm interna, precisando ser evitado. Contudo, até mesmo os Filhos de Gaia discordam sobre quando deve terminar o diálogo e começar a luta. Quando escolhem lutar, os Filhos de Gaia são guerreiros poderosos, fortalecidos por seu compromisso com a Mãe. Até então, esses Garou buscam uma forma de resolver os conflitos sem derramamento de sangue.
As tribos compartilham a concepção de que Gaia é uma Mãe amável e generosa, e que a Wyrm é a negação de seu amor. Os filhos previram corretamente que o Impergium conduziria a uma eterna disputa entre humanos e Garou, mas a tribo parece perplexa diante do Apocalipse que se aproxima. Seus líderes ainda tentam negociar com os humanos e fazer com que vejam a luz antes que seja tarde demais. Contudo, até mesmo os Filhos de Gaia mais otimistas se perguntam se o tempo da paz já não acabou.
Os Filhos reúnem-se em matilhas mistas, na maioria das vezes juntando membros de outras tribos e agindo como uma influência mediadora. Cada seita possui anciões tribais que assumem os papéis de A Voz da Deusa (fêmea) e o Braço da Deusa (macho), um para cada tribo.
Os outros Garou nutrem pelos Filhos de Gaia um respeito relutante. Os Filhos são considerados pacificadores honrados, ainda que um pouco cabeça-moles. Para o desgosto de seus rivais, os Filhos provaram estar certos no passado, e irradiam um respeito profundo pelo amor da Mãe.
Seus dons curam, protegem e nutrem mais do que ferem, e eles tendem a possuir Atributos Sociais bastante elevados.
Eles possuem uma harmonia profunda com Gaia e com todo seu esplendor, preferindo dedicar seu tempo a contemplar a harmonia ao invés do caos. Mas quando enfurecidos, sua Fúria é terrível.

Totem da Tribo: Unicórnio

Força de Vontade Inicial: 4

Antecedentes: Sem restrições


Vantagem tribal: Diplomacia
Os Filhos de Gaia são excepcionalmente hábeis em reunir os dois lados de um conflito e fazendo-lhes ver as formas em que eles fundamentalmente concordam. Cada Filho de Gaia começa com duas características adicionais em Atributos Sociais, além disso os seus Atributos Sociais não podem ser perdidos.


Véu Rasgado: Testemunhas recebem +4 na Tabela de Delírio.
Uma vez que os Filhos de Gaia não participaram do Impergium, o totem tribal deles garantiu a eles uma demonstração extra de serenidade. Humanos que vêem um Filho de Gaia na forma Crinos não sofrem o Delírio de maneira tão forte e a reação deles na tabela de Delírio aumenta em quatro posições (sendo “Terror” a pior reação que um humano pode ter). Alguns Filhos de Gaia não vêem isso como uma fraqueza, mas a realidade é que sem essa proteção do Véu, os Filhos correm o risco de violar uma das mais sagradas leis da Litania. Não há nenhum meio confiável de desfazer essa fraqueza; se um Filho de Gaia começar a causar fortes reações de Delírio novamente, é possível que seja em intervalos aleatórios (e desagradáveis).

Físico: Em suas formas Hispo e Lupina, os Filhos de Gaia lembram os lobos magníficos da arte mística. Poderosos e de pelugem lustrosa, irradiam um senso tangível de calma e equilíbrio em vez da frieza selvagem da maioria dos Garou. A pele tende a possuir tons de marrom e cinza, muitas vezes malhado ou estriado de branco. Na forma Hominídea os Filhos de Gaia representam todas as raças e culturas humanas.

Território: Praticamente qualquer parte. Embora muitos operem na América do Norte, os Filhos de Gaia costumam viajar, ensinando, por exemplo. Muitos juntam-se a grupos de humanos ambientalistas.

Protetorado: Como as Fúrias Negras, os Filhos de Gaia costumam cuidar de seus parentes humanos. Durante o último século, as duas tribos impeliram o progresso dos direitos humanos e o despertar da consciência ambiental. Mas ao contrário das Fúrias, os Filhos de Gaia preferem promover a mudança por meio do exemplo, não por ameaça.

Citação: Por que você não saboreia a vida que Gaia lhe deu em vez de acabar com ela? É melhor afogar-se em sangue que em corrupção? Eu acho que não.


Campos Tribais

• Os Ungidos: Um campo supostamente extinto de pacifistas que acreditavam no valor da não-violência, os Ungidos se focavam no desenvolvimento de Dons e Rituais que eram destinados a ajudar os Garou a controlarem sua Fúria.

• Arautos da Paz Eterna: Um estranho e impopular campo devotado à ideia niilista de trazer o Apocalipse para acabar com todos os conflitos.

• Ataque Iminente: Um campo militante de veteranos e guerreiros dentro dos Filhos de Gaia que quebram as noções pré-concebidas de estereótipos tribais.

• Perseguidores das Tribos Perdidas: Um campo dedicado a reunir todas as Feras sob a bandeira de Gaia para cumprir uma antiga profecia que indica que tal solidariedade entre as forças de Gaia vencerá a Guerra do Apocalipse.

• Servos do Unicórnio: Um campo de pacificadores políticos que busca unir as tribos da Nação Garou em um só povo com um só objetivo ao invés de um grupo de lobisomens preconceituosos que brigam entre si.
avatar
GAIA
Admin

Mensagens : 340
Data de inscrição : 05/07/2016

Ver perfil do usuário http://lobisomemrpg.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum