A Physical Prison Can't Hold the Soul - Virgínia Dawn Hope

Ir em baixo

A Physical Prison Can't Hold the Soul - Virgínia Dawn Hope

Mensagem por Freya em Sex Fev 16, 2018 10:30 pm

A lupina acordou em um quarto estranho, sem saber como ela havia chegado aquele lugar realmente. A única fonte de iluminação era uma claraboia no teto, de vidro transparente e de tamanho suficiente para projetar, no solo, um circulo com mais ou menos dois metros de diâmetro. O cheiro de mofo e poeira eram perceptíveis mesmo na forma humana, mesmo se Aurora não estivesse utilizando-a. A porta, que aparentemente era a única saída, era feita de um metal prateado que parecia escuro sob a iluminação não muito boa - mesmo assim, ela supunha saber o que era: prata. Não havia outras saídas aparentes e a claraboia, no teto, era alta demais para ser alcançada mesmo se assumisse a forma crinos e saltasse com toda a força e habilidade que possuía. Janelas? Nenhuma, seja no alto ou mais embaixo. Alçapões? Ela não via nenhum, mesmo se tentasse procurar.

E apenas após esses detalhes serem assimilados e sua vista se acostumar com a luz do lugar, tal como a letargia do sono passar, que outras coisas começaram a ser notadas pela Lupina. Havia uma mesa de centro baixa na área iluminada. Sobre ela, apenas um pequeno pedaço de papel em inglês, uma jarra com água fresca, um copo vazio e limpo de vidro e também havia algumas frutas para o caso da jovem querer comer. Seja lá quem a colocou naquele lugar, presa e aparentemente incapaz de sair, não planejava mata-la de fome ou cede - ainda - ou tinha alguma outra coisa planejada para a garota.

Emissor desconhecido escreveu:Meu mestre capturou você na última noite. Não saberia dizer como e não quero saber ou perguntar como tal coisa se deu. Não cabe a mim questionar suas ações. Ele não sabe que lhe trouxe comida e água e peço que não conte-o caso você não consiga escapar. Sinto muito por isso.

A letra revelava uma escrita rápida da mensagem, com letra pouco caprichada e as vezes descendo abaixo da linha como se esta não significasse nada. Algumas palavras haviam sido riscadas com força, quase rasgando o papel em algumas partes, onde provavelmente a pessoa que escreveu havia errado alguma palavra. Um perfume de lavanda leve era sentido no papel, feminino. Mesmo com aqueles dizeres, pouca coisa havia sido realmente explicada e apenas deixava um pouco mais evidente, mesmo que ela visse de forma absolutamente inocente tais coisas, que sua situação ali podia deixar a vida da jovem em risco.
avatar
Freya

Mensagens : 26
Data de inscrição : 28/11/2017
Idade : 21
Localização : Por ai, champs.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Physical Prison Can't Hold the Soul - Virgínia Dawn Hope

Mensagem por Nataly em Sab Fev 17, 2018 7:44 pm

Virgínia acordou naqueleugar estranho, reparando em cada detalhe.

A porta de prata pura era coisa mais estranha de tudo. Não sabia como tinha sido capturada durante o sono nem fazia nenhuma ideia de onde estava.

O. Bilhete no centro da sala dava algumas pistas. Provavelmente uma mulher estava agindo como sua carcereira para algum mestre desconhecido.

Aurora da Esperança usou o dom de Sentir a Wyrm nos alimentos antes de beber um pouco de água e comer algumas frutas para ter certeza de que não tinham nenhuma toxina. Depois usou o dom por toda a sala, examinando com cuidado cada canto.

Ao final, ela tentou espiar através da Película para ver como.o era a Umbra ali. Ela tinha a tendência de se perder em atalhos, mas se os arredores não fossem perigosos, ela ia tentar escapar indo para a Penumbra.
avatar
Nataly

Mensagens : 67
Data de inscrição : 31/03/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Physical Prison Can't Hold the Soul - Virgínia Dawn Hope

Mensagem por Freya em Qua Abr 11, 2018 12:17 am

Virgínia Dawn Hope rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para Ativar Dom e obteve: 9 6 6 8 3 3. Virgínia Dawn Hope obteve 4 sucessos!


A comida parecia não conter nenhum veneno ou macula da Wyrm, tal como não parecia ter nada nos recipientes que as armazenavam. Seja lá quem fosse que estivesse lhe alimentando, não parecia estar disposta a tentar envenenar a garou naquele momento. Ao ingerir os alimentos, eram saborosos e a dama percebeu que estavam mais faminta do que julgara. Não que fosse estranho, afinal o metabolismo dos garou, mesmo na forma hominídea, era bem acelerado e exigia doses maiores de comida, com mais frequência. Fora que a lupina não sabia quanto tempo ficou desacordada...

A ideia de espiar a umbra antes de atravessar não era ruim e o que poderia dar errado? O máximo que ocorreria era a garota descobrir que os arredores não eram seguros ou algum horror cometido por seu captor. Olhando o lugar pela camada espeça que dividia mundo material do espiritual, nenhuma ameaça imediata existia. Algumas espiritos circulavam por ali, mas eram apenas almas vagantes cuja presença passava tão rápido quanto havia chegado. Não havia sinal nenhum de algo que devesse se evitado ou combatido.


Virgínia Dawn Hope rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 7 para Gnose e obteve: 1 1 4 10 1 5. Virgínia Dawn Hope obteve -2 negativo!


E então começou o problema. Não parecia haver, de fato, ameaça na Umbra, porém outra coisa estava a espreita e fez-se notar mal a pobre garou tentou cruzar a pelicula. Presa entre os dois mundos, uma 'semi-realidade' parecia existir. Uma teia de energia estranha estava presente e uma nova visão começava a se mostrar ali. Aquelas almas que começaram a sair de sabe-se lá onde, atraídas pela recém chegada, olhava-na como se ela fosse uma pobre coitada, também vitima de algum terror que havia as capturado ali.

- Ele te pegou também? - Perguntou um garotinho, com a face desfigurada. Era uma pergunta retórica, afinal era claro que alguém ali havia a pego. Porém aquelas almas pelo menos pareciam saber onde estavam e quem era o captor delas.

Notas:
+ Eu não cobrei todos os testes cabíveis - como percepção + prontidão para perceber ameaças - para evitar que a narrativa torne-se muito... numérica.
+ Você tem Comunicação com Espíritos, sinta-se livre para conversar com eles. Nada te impede de ignora-los também.
+ Vai entender melhor o que aconteceu com a falha para atravessar a película quando a personagem obter mais informações. <3
avatar
Freya

Mensagens : 26
Data de inscrição : 28/11/2017
Idade : 21
Localização : Por ai, champs.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Physical Prison Can't Hold the Soul - Virgínia Dawn Hope

Mensagem por Nataly em Seg Abr 16, 2018 9:51 pm

Virgínia estava se atrapalhando cada vez mais ao investigar aquela prisão que veio do nada.

Os espíritos que surgiam pareciam fantasmas em vez de manifestações de Gaia.

- Ele te pegou também? - Perguntou um garotinho, com a face desfigurada. Era uma pergunta retórica, afinal era claro que alguém ali havia a pego. Porém aquelas almas pelo menos pareciam saber onde estavam e quem era o captor delas.

Ela usou seu dom de comunicação com os espíritos para responder na língua deles.

- Eu não sei o que aconteceu, mas nem sei quem é esse ele que você fala. Quem são vocês? Como chegaram aqui? E quem fez isso?
avatar
Nataly

Mensagens : 67
Data de inscrição : 31/03/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Physical Prison Can't Hold the Soul - Virgínia Dawn Hope

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum