Lucian Lycan - Imparare a essere un lupo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Lucian Lycan - Imparare a essere un lupo

Mensagem por Cetza em Sab Abr 01, 2017 2:11 pm

Ao entrar nas catacumbas estranhava, o local parecia depravado para uma igreja, e certamente ainda usavam ele, percebia a noviça em minhas costas, me lembrava da cena anterior no banheiro, e olhava para trás, e lhe dava um sorriso, safado de fato, já pensava na possibilidade de lhe arrancar informações, e o faria sem medo, voltava a atenção para a escadaria.

(Irmã Marjana) A irmã Marjana notava que Lucian lhe olhava e que até mesmo sorria, porém para sua surpresa ela o olhava assustada... o olhar de Lucian se assemelhava a um predador mirrando uma presa indefesa... um arrepio percorria sua coluna de cima abaixo... A expressão que melhor definia seu rosto era o pavor... o medo de algo selvagem e sobrenatural, a noviça abaixava a cabeça enquanto sussurrava para si mesma uma oração. - ... Pater noster, qui es in caelis...

Sentia um cheiro perturbador, e começava a temer o lugar, e as pessoas que o levavam a ele, ao ver o local, que parecia certamente feito para a dor, parava seus passos de imediato, ainda se lembrava das câmeras de torturas que estudava nas aulas de história em seus dias normais, porém deveria encarar sem medo sua missão, logo erguia o rosto e seguia o padre

(Padre Antônio) O padre Antônio notava que Lucian havia parado levemente incomodado com o local... ele se virava para o garou e tentava acalmá-lo...sua voz era serena e reconfortante. O padre se aproximava dele e segurava em sua mão, com certa firmeza. -- Essas catacumbas são antigas... e tais... salões são relativamente comuns, não se preocupe... iremos apenas curá-lo. O padre notava o nervosismo da irmã Majana, seu rosto franzia em reprovação e com uma leve alteração na voz que mais parecia um certo nervosismo ele a repreendia. -- IRMÃ.. Marjana, confie em sua fé... ela é o seu guia mais poderoso... recomponha-se...

Ao escutar as palavras da noviça, ficava um tanto com medo, e pensava o quão estranho era aquilo tudo e aquelas pessoas.
-- O que o senhor pretende? -Dizia numa certa altura, e arrogância.

O padre seguia em silêncio até o fim das escadas e então se virava para Lucian, o ambiente escurecido e com um forte odor de mofo tornava tudo mais sinistro e um tanto assustador. Com um sorriso no canto de sua boca o padre mostrava o livro o livro estranho que Lucian vira no escritório dele. Lucian apenas conseguia sentir as mão de Marjana próxima aos seus cabelos enquanto o padre o distraía com suas palavras.

PERCEPÇÃO + PRONTIDÃO::
Lucian rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 7 para Manobra Especial e obteve: 3 3 7
Lucian obteve 1 sucesso!

(Padre Antônio) Lucian notava que o estranho livro estava na mão do Padre, o cheiro de podridão era nauseante... parecia que todo aquele ambiente parecia querer lhe matar. Uma sensação de perigo não-natural agitava-se a cada célula do seu corpo... a sensação que Lucian sentia era bastante semelhante com o que ele sentira quando se transformou pela primeira vez. O perigo... o instinto... a sede de matar parecia gritar em seu corpo. -- Apenas se acalme... o demônio sairá do seu corpo... após dançar a espiral...

Lucian ouvira aquela expressão antes com os seus antigos mentores... aqueles que dançam a espiral... mudavam... para algo além de um garou. Aquelas palavras vindas de um mero humano com certeza não era algo comum.... Lucian tinha que agir... antes que fosse tarde.
avatar
Cetza

Mensagens : 86
Data de inscrição : 25/03/2017
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lucian Lycan - Imparare a essere un lupo

Mensagem por Lucian Laycan em Sex Abr 07, 2017 4:52 am

O padre seguia em silêncio até o fim das escadas e então se virava para Lucian, o ambiente escurecido e com um forte odor de mofo tornava tudo mais sinistro e um tanto assustador. Com um sorriso no canto de sua boca o padre mostrava o livro o livro estranho que Lucian vira no escritório dele. Lucian apenas conseguia sentir as mão de Marjana próxima aos seus cabelos enquanto o padre o distraía com suas palavras.

    Lucian o acompanhava mas sentia um frio na espinha, um medo lhe surgia e ficava mais intenso, mas talvez nem séria o medo, e sim seus instintos, logo teria que se entregar a eles para sobreviver, o que se tornava cada vez mais urgente.

(Padre Antônio) Lucian notava que o estranho livro estava na mão do Padre, o cheiro de podridão era nauseante... parecia que todo aquele ambiente parecia querer lhe matar. Uma sensação de perigo não-natural agitava-se a cada célula do seu corpo... a sensação que Lucian sentia era bastante semelhante com o que ele sentira quando se transformou pela primeira vez. O perigo... o instinto... a sede de matar parecia gritar em seu corpo. -- Apenas se acalme... o demônio sairá do seu corpo... após dançar a espiral...

    Por um momento seu corpo paro, mas logo seu sangue esquento, adrenalina talvez, flashbacks da noite anterior passava em seus olhos, o cheiro de sangue da morte, cada parte do seu corpo vibrava para isso, e ele teria que resistir a fúria que surgia.

Lucian ouvira aquela expressão antes com os seus antigos mentores... aqueles que dançam a espiral... mudavam... para algo além de um garou. Aquelas palavras vindas de um mero humano com certeza não era algo comum.... Lucian tinha que agir... antes que fosse tarde,

- Es-pi-espiral? -Dizia sem jeito as palavras, tudo havia se recordado, tudo que ele buscava estava nessas simples e significantes palavras, agora o seu pensamento era se seriam eles ou ele a sobreviver.-

    Num gesto voluntário Lucian, aproveita o padre a sua frente e lhe da um chute em seu peitoral o lançando para trás, enquanto [Garras Escondidas], aparecem em minhas mãos, viro rapidamente a que séria a Marjana, e caso a mesma reaja lhe finco minhas garras em seu peito. [1 Ponto de Furia]

Off:
Ação normal: Pisada no Padre
Ação extra: Atacar Marjana

Lucian Laycan

Mensagens : 10
Data de inscrição : 26/03/2017
Idade : 19
Localização : Bergamo, Itália.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lucian Lycan - Imparare a essere un lupo

Mensagem por Cetza em Sab Abr 08, 2017 3:47 pm

Lucian seguias pelas escadas com o Padre Antônio e a Freira Marjana logo atrás dele. As palavras do Padre despertavam no jovem garou um a fúria natural e mais profunda que nem ele entendia ao certo. Era a raiva de Gaia explodindo de dentro de seu corpo, a necessidade de punir aquela que fez seus irmãos de caçada caírem em desgraça... e que agora tentavam a mesma coisa com ele... Ele decidia agir por puro extinto primitivo que lhe dizia: sobreviva.

Golpe no Padre escreveu:Lucian rolou 3d10 para Ataque e obteve 9 7 1
O Jogador obteve 2 sucesso(s) e 1 anulado(s) >>> Resultado: 1 sucesso(s) [Dificuldade: 5 ]

Lucian chutava o Padre escada a abaixo, ele rolava até o chão. Marjana levava a mão ao rosto ficando estatelada diante de Lucian, ele podia ver o olhar de pânico quando o garou se virava para ela com suas mãos em direção ao seu peito.. a jovem freira tremia enquanto fechava os seus olhos na espera da morte.

Golpe na Freira escreveu:Lucian rolou 5d10 para Ataque e obteve 5 1 1 3 10
O Jogador obteve 1 sucesso(s) e 2 anulado(s) >>> Resultado: Falha [Dificuldade: 6 ]

Lucian avançava sobre a freira indefesa... porém seu aspecto frágil e assustado fizera Lucian pensar em sua família, as garras saíam... mas faltou-lhe vontade de matar. A mão de Lucian ficava sobre os seios da freira... ela abria os olhos nervosamente e com o rosto completamente vermelho de vergonha a moça gritava assustada, provavelmente imaginando que Lucian fosse um pervertido.

(Irmã Marjana) --- HAAAAA! SEU TARADOOO! A freira começava a gritar nervosamente enquanto tentava afastar Lucian desesperadamente sem grande sucesso.
avatar
Cetza

Mensagens : 86
Data de inscrição : 25/03/2017
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lucian Lycan - Imparare a essere un lupo

Mensagem por Lucian Laycan em Sab Abr 08, 2017 10:32 pm

A mão de Lucian ficava sobre os seios da freira... ela abria os olhos nervosamente e com o rosto completamente vermelho de vergonha a moça gritava assustada, provavelmente imaginando que Lucian fosse um pervertido.

(Irmã Marjana) --- HAAAAA! SEU TARADOOO! A freira começava a gritar nervosamente enquanto tentava afastar Lucian desesperadamente sem grande sucesso.

    Diante da reação inesperada da freira, Lucian ficava um tanto receoso com o que tinha que fazer, mas logo se lembrava dos instintos que o fizera dar o primeiro ataque, por garantia mantinha a [Garras Escondidas], e tentava dominar a freira sem a ferir, para a imobilizar e usar as garras como arma.

- Não se mova, falso padre, e você cale a boca!

Dirigia essas palavras para o padre, as mesmas tinha um tom que demonstrava um certo receio em matar, e redirecionava as últimas palavras a freira.

Off: Eu decidi tomar uma personalidade diferente dos conceitos que coloquei na descrição para ficha, pois quero forma a personalidade como os conceitos, graças ao conhecimento sobre o mundo garou, assim desenvolvendo ambos.

Lucian Laycan

Mensagens : 10
Data de inscrição : 26/03/2017
Idade : 19
Localização : Bergamo, Itália.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lucian Lycan - Imparare a essere un lupo

Mensagem por Cetza em Sex Abr 14, 2017 11:03 am

(Padre Antônio) O santo padre se levantava devagar, seu corpo estava escoriado devido à queda na escada, ele olhava assustado enquanto levantava as mãos. Seu olhar era de puro terror e decepção por si mesmo... ele temia por sua vida e claro, da pobre irmã Marjana, com sua voz abalada o padre Antônio dava alguns passos mas parava imediatamente quando Lucian o mandava ficar parado. -- Se acalme meu filho... não queremos fazer mal a você... deixe a irmã em paz... por favor... não a machuque... eu farei o que você me pedir, mas não a machuque.

(Irmã Marjana) Não era difícil para Lucian imobilizar a freira Marjana, ela estava parada e imobilizada de medo, o garou dava-lhe uma chave de braço ficando atrás dela. A freira não falava, mas balbuciava 'frases' que mais pareciam sussurros assustadiços. Ela tremia de medo enquanto as lágrimas rolavam pelo rosto. - não por favor... não me mate... pelo amor de Deus..
avatar
Cetza

Mensagens : 86
Data de inscrição : 25/03/2017
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum