Virgínia Dawn Hope - Seeker of knowledge

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Virgínia Dawn Hope - Seeker of knowledge

Mensagem por Cetza em Sab Abr 01, 2017 8:37 pm

Falar com as Plantas:
Virgínia Dawn Hope rolou 4 dados de 10 lados com dificuldade 6 para Ativar Dom e obteve: 10 9 8 2
Virgínia Dawn Hope obteve 3 sucessos!
Virgínia se aproximava dos cactos e fazia suas perguntas, os cactos saudavam a loba animados como se ela fosse uma velha conhecida deles... Virgínia sentia o aroma deles dominar toda a planície, um cheiro doce vindo de seus frutos que poucos conheciam. A lua podia ser vista com clareza no céu noturno, estava linda perfazendo o seu caminho lentamente na abóbada do céu fazendo do velho portal de pedra uma moldura para si mesma.

-- Irmã loba! irmã loba! A coisa de Pedra? Foram o homens que a fizeram em homenagem ao grande Creosoto, ele mora lá junto com os outros cactos.... Cactos ruins.  

Quando Virgínia perguntava sobre alguém recente eles se agitavam num única voz uníssona o nome de duas pessoas, seu mentor Garra Celeste e de Creosoto...o que era estranho já que creosoto deveria ser uma planta, ou melhor um espírito-árvore...Quando Virgínia mostrava a pedra um silêncio se formava... os espíritos sabiam que ela era a escolhida para a missão que Garra Celeste havia dito.

Irmão Lobo! Garra Celeste! Grande Creosoto! Aquele que reina entre os cactos!

Virgínia notava que as plantas se calavam, não por medo mas sim por que não era preciso dizer mais nada... a entrada do portal de pedra flamulava como se o próprio véu se rompesse, o desejo de sua busca era atendido, talvez por alguns espírito da umbra já que ela tinha um magnetismo especial para com eles...
avatar
Cetza

Mensagens : 53
Data de inscrição : 25/03/2017
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Virgínia Dawn Hope - Seeker of knowledge

Mensagem por Nataly em Sex Maio 05, 2017 4:08 am

Virgínia viu que ia ter que investigar mesmo o tal creosoto. Não sabia o que eram os cactos ruins que as gramas tinham falado, mas estava atenta.

Farejou o portal de pedra tentando achar algo que ajudasse a entender o mistérii. Finalmente, ela passou pelo portal pra ver onde ele levava.
avatar
Nataly

Mensagens : 27
Data de inscrição : 31/03/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Virgínia Dawn Hope - Seeker of knowledge

Mensagem por Cetza em Seg Maio 08, 2017 1:35 pm

Virgínia farejava o portal, mas nada além de um doce e delicioso aroma de flores selvagens. O cheiro delicioso era praticamente um belo convite incapaz de ser negado...
A loba¹atravessava o portal e se deparava com um mundo estranhamente estranho e belo. Todas as plantas da região que ela conhecia ali estavam presentes, porém estranhamente modificadas, seus caules estavam repletos de espinhos afiados e recurvados, como se fossem feitos apenas para ferir profundamente uma vítima incauta, as plantas estavam tão altas que era difícil ver a luz do sol e sua quantidade era tamanha que todo o lugar parecia uma enorme barreira de espinhos, com certeza andar por lá seria complicado se não fosse um pequeno caminho mal feito de vegetação amassada... sem aquele caminho se perder era quase uma certeza. Virgínia ao dar os primeiros passos naquele lugar, podia sentir os primeiros cortes em sua carne... não importava o quanto ela fosse cuidadosa, sempre tinha algum galho espinhento para lhe ferir como se feito de propósito, como se aquele lugar quisesse lhe ferir. A palpitação no coração de Virginia aumentava quando ela se sentia observada, caçada...em sua mente palavras como correr e caçar vinham como sussurros nítidos, como se alguém lhe velasse tais palavras ao pé do ouvido, risos pareciam vir de todos os cantos escuros dos espinhos... Virgínia não tinha dúvida aqueles eram os cactos ruins das quais as gramíneas lhe advertiram, mas agora ela estava sozinha em meio àquele plano estranho.... Quando uma voz ecoava do interior daquele inferno de espinhos, fraca e distante...


(???) - Não dê ouvidos à eles... se os ouvir... se perderá.. e quando achar o caminho, será o errado...
As sarças se agitavam, olhos sinistros surgiam e desapareciam em meio às sombras dos espinhos, os sangue Garou de Virgínia era bom, a fúria dada à ela por Luna era como uma droga da qual aqueles espinhos queriam mais...
------------------------
¹ Como você usou o temo farejou, vou considerar que esteja na forma garou.
Obs: Considere que você perdeu um ponto de vitalidade, graças aos espinhos. No fim da trama eu te contarei um pouco do que você viu nesse lugar, por enquanto sem spoilers.
avatar
Cetza

Mensagens : 53
Data de inscrição : 25/03/2017
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Virgínia Dawn Hope - Seeker of knowledge

Mensagem por Nataly em Ter Maio 09, 2017 10:46 pm

Ao passar pelo portal e ver aquele monte de espinhos Virgínia deixou a forma lupina qie farejava melhor e levou o tempo que precisou para passar para Hispo. Crinos teria sido mais facil, mas Aurora da Esperança preferia andar nas quatro patas naquele jardim hostil.

A sensação agresiva das plantas contra ela era bem assustadora, porque meamo sendo theurge, ela não entendia nada do que estava acontecendo. Estava quase usando o dom de falar com as plantas para discutir com aqueles cactos quando ouviu a voz estranha.

Virgínia estava acostumada com mistérios espirituais e viu a sabed9ria de não quesrionar aquele sinal. Os cactos não e4am amistosos, mas a voz fraca não lhe disse para onde seguir. Os arranhões não eram sérios, ela poderia curar eles com o dom Toque da Mãe mais tarde. Mas agora, mesmo no meio daquele eapinheiro, ela ia repetir o ritual da pedelra caćadora para se orientar de novo na direção certa.
avatar
Nataly

Mensagens : 27
Data de inscrição : 31/03/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Virgínia Dawn Hope - Seeker of knowledge

Mensagem por Cetza em Dom Maio 14, 2017 9:21 pm

Virgínia tentava mudar de forma e notava que não era difícil... porém ela notava as sarças se agitarem quando ela mudava para a forma de uma grande loba. Ela decidia refazer o ritual da pedra caçadora e assim que iniciara a pedra se arrastou violentamente pelo chão, abrindo um sulco que aos pouco foi sendo preenchido por um líquido viscoso e rubro... Virgínia notava que seus Dons funcionariam de forma estranha, como tudo ali... porém agora ela tinha um direção.
A medida que andava em meio aos espinhos, a loba sempre se cortava ou deixava um pouco de pelo preso em algum espinho, era como se fosse um pequeno pedágio em forma de dor que ela tinha que pagar... o espinheiro se abria num grande átrio onde Creosoto estava, na verdade Creosoto era uma mulher, magra e pálida Sentada sobre uma raiz retorcida... ela tinha a joia em mãos, parecia curiosa e encantada com o pequeno artefato, porém o que chamou a atenção de Virgínia era os cabelos dela, praticamente tomando por flores que por um momento a loba julgou serem falsas mas o cheiro doce que emanava delas não a deixavam com dúvida... eram flores reais.




A jovem que parecia bastante entretida com a joia quando notava Virgínia se aproximando, ela se virava calmamente, porém seu rosto logo demonstrava horror e medo ao vê-la na forma de uma loba enorme...

-- Ai meu Deus! É um Lobo!...

O susto era tanto que a jovem caía da raiz onde estava sentada, ela mantinha os olhos em você talvez imaginando que a loucura daquele lugar a houvesse consumido. Ela levanta a mão em sua direção temendo um possível ataque
avatar
Cetza

Mensagens : 53
Data de inscrição : 25/03/2017
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Virgínia Dawn Hope - Seeker of knowledge

Mensagem por Nataly em Qua Jun 07, 2017 5:12 am

Virginia mudou oara a firma humana para conversar melhor.
- Uma loba na verdade... ou assim eu pensei por muito tempo. Sou uma garou, uma Filha de Gaia. Eu falo com os espiritos e as plantas. E vim em busca disso que voce esta segurando. Eu preciso muito dele. Posso devolver depoiß de usar.
avatar
Nataly

Mensagens : 27
Data de inscrição : 31/03/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Virgínia Dawn Hope - Seeker of knowledge

Mensagem por Cetza em Dom Jun 11, 2017 10:29 am

* Creosoto olhava admirada para a mudança de forma de Virgínia, em seu tenro sorriso jovial, havia uma mistura de medo e fascínio. Lembranças terríveis passavam com flashes em sua mente confusa e espedaçada.*

-- hoo... pensei que fosse um lobo falante, mas é uma moça loba. É estranho... dois corpos uma mente... Bem... mas acho que você veio aqui por isso. Tome.

* Quando Virgínia falava em voltar para lhe devolver aquele colar, ela balançava a cabeça negativamente e de forma um tanto tensa e nervosa. O odor que parecia estar sendo exalado de seus cabelos mudava para um odor forte e intenso. Ela erguia a mão entregando a pequena joia.*

-- NÃO! Nunca mais venha aqui... para o seu próprio bem. Esse lugar não é seguro para ninguém... por mais que eu goste de ficar aqui, me perder aqui... 'ser aqui'...

* As sarças se agitavam com a resposta de Creosoto, gavinhas espinhentas rastejavam pelo solo em direção dela. Olhares soturnos e fantasmagóricos que se escondiam detrás das sarças escuras. O caminho pelo qual Virgínia entrara havia se fechado como se ela nunca tivesse passado, porém outros caminhos se abriam como se as próprias sarças se afastassem de forma delicada abrindo caminhos distintos... seria uma saída ou a entrada para uma espiral eterna num labirinto verde...
Creosoto após lhe dar a pequena joia se deitava no chão, como um cadáver preparado para ser enterrado. *


-- Aqui eu me sinto em paz... você deveria ficar... para sempre...

* As vinhas espinhentas chegavam até o corpo de Creosoto enroscando-o e cortando-a com seus espinhos. O sangue escorria da pele alva dela como um borrão em uma tela branca e intocada. A vinhas perfuravam e rasgavam a pele da jovem que apenas se mantinha deitada e com ar calmo e sereno... *
avatar
Cetza

Mensagens : 53
Data de inscrição : 25/03/2017
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Virgínia Dawn Hope - Seeker of knowledge

Mensagem por Nataly em Dom Jul 02, 2017 9:01 pm

Virgínia tinha coneguido o que tinha vindo buscar.

Mas aquela moça Creosoto parecia muito perturbada, e aquele lugar dava arrepios na lupina. Aquelas sarças espinhentas pareciam muito hostis. A reação dela de se entregar assim era perturbadora.

- NÃO! - gritou Virgínia - Não é assim que se busca a paz! A paz é uma conquista depois de muita luta, não um presente que traz a própria destruição! Não vou tolerar a desordem espiritual que vocês trouxeram para esse lugar sagrado! as outras plantas estavam certas, e não vou deixar que essa presença perturbadora continue perturbando o ambiente!

Aurora da Esperança assumiu a forma de crinos e atacou com garras e presas, despedaçando aquelas plantas pelas raízes, tentando afastá-las da moça derrotista.
avatar
Nataly

Mensagens : 27
Data de inscrição : 31/03/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Virgínia Dawn Hope - Seeker of knowledge

Mensagem por Cetza em Sab Jul 08, 2017 10:45 am

- NÃO! - gritou Virgínia - Não é assim que se busca a paz! A paz é uma conquista depois de muita luta, não um presente que traz a própria destruição! Não vou tolerar a desordem espiritual que vocês trouxeram para esse lugar sagrado! as outras plantas estavam certas, e não vou deixar que essa presença perturbadora continue perturbando o ambiente!

Creosoto ficava cercada pelas sarças, como se fosse algum tipo de cobertor de espinhos, a atitude insana e de desistência de Creosoto levava Virgínia à fúria! Ela avançava contra as sarças cortando-as em pedaços, porém suas patas se cortavam com os espinhos... mas no lugar de sentir alguma dor, ela sentia prazer... o puro gosto de destruir e ser destruída. A audição apurada de Virgínia ouvia risos e 'uivos' distorcidos ora distantes ora bem ao pé do seu ouvido instigando-a fúria, mas não fúria controlada dos Garous, mas sim a fúria destruidora e irracional... Sem que ela percebesse as sarças cresciam em altura, obstruindo a lua e deixando a garou sozinha sem se quer a visão de Luna. O coração de Virgínia se acelerava e a sensação de algo a observando e se 'alimentando' de sua fúria.

--- CHEGA! DEIXEM ELA IR... ELA AINDA NÃO CUMPRIU O SEU ACORDO AINDA...Mas o meu sim... deixe-a em paz e eu fico... um pouco mais...

As sarças silenciavam-se, haviam regras que deviam ser seguidas e Virgínia tinha um 'acordo' ainda não completado. Por mais que aquele lugar a desejasse, ter o Creosoto para si era tentador demais. As hostilidades contra a Garou cessavam e Virgínia podia ver perfeitamente seu sua saída daquele local. Tudo parecia se acalmar por hora...

-- O lobo fala em um mundo de espíritos, mas esse lugar não tem espíritos... eu não vim daqui... mas o fiz como lar. Volte para os seus loba... e nunca mais volte, pois se voltar nunca mais encontrará o caminho de volta e se perderá para sempre, como eu... não importa o quanto eu tente... eu não consigo sair daqui, talvez algo dentro de mim não queira que eu saia... e se ficar, esse 'algo' também não a
deixará sair.


Creosoto apontava para a joia que estava em sua mãos

-- Pode não acreditar, mas é essa joia que permite a você ver a saída, a fúria apenas irá nublar sua visão... Como a paz nublou a minha... Sua missão para comigo... terminou...

Creosoto fechava os olhos e se encurvava toda, aos poucos seu corpo se enrijecia formando uma enorme flor cercada pelas sarças, aos poucos a estranheza do lugar ia cedendo espaço para a realidade, Virgínia se via expulsa daquele lugar estranho e se via deitada em cercada por cactos comuns... em sua mão estava a joia que viera buscar e do seu lado um creosoto belíssimo cuja flor exalava um belo perfume... Sua missão havia sido um sucesso...

avatar
Cetza

Mensagens : 53
Data de inscrição : 25/03/2017
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum