Tadeu de Góis-Sopro-de-Gaia-Theurge-Filhos de Gaia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Tadeu de Góis-Sopro-de-Gaia-Theurge-Filhos de Gaia

Mensagem por LewisCarroll em Seg Maio 29, 2017 5:49 pm

NOME do Personagem: Tadeu de Góis
Nome Garou: Sopro-de-Gaia
Nome do Jogador: Passos
Raça: Hominídeo
Augúrio e Aspecto Lunar: Theurge/Crescente
Tribo: Filhos de Gaia
Natureza:
Samaritano: Você sempre colocou os problemas e dilemas dos outros antes dos seus. Sua força está em aconselhar e confortar as outras pessoas, você busca os atormentados e fracos, assim sua própria vida está em segundo plano.
— Recupere Força de Vontade sempre que você confortar e ajudar alguém a colocar sua vida nos trilhos novamente. No entanto, perca um ponto de Força de Vontade sempre que seus cuidados suplantarem suas próprias necessidades e você sofrer por conta disso. Por outro lado, você recupera um ponto de Força de Vontade permanente quando suas considerações reunirem todos os envolvidos, incluindo você mesmo, ao melhor dos resultados. No entanto, Narradores devem ser cautelosos em permitir isso. Como sempre, o bom senso deve ser aplicado.
Comportamento:
Confidente: As pessoas gostam de você e você delas. Você deve ter um rosto realmente amigável, visto que elas vem até a você com todos os tipos de problemas e dilemas. Você os escuta e os aconselha. Algumas vezes suas confissões são para seu proveito, mas principalmente você ajuda os outros em seus caminhos. Seu interesse repousa no fato que as pessoas são interessadas em você; você as estuda, você as analisa e você cresce com isso.
— Recupere Força de Vontade sempre que as pessoas buscá-lo por confidência e aconselhamento. Por outro lado, perca Força de Vontade sempre que você usar essas confissões para ganho pessoal — e ser pego...
Conceito: Apóstolo Peregrino

CARACTERÍSTICA:
Idade: 18 anos
Nacionalidade: Português
Etnia: Atlanto-mediterraneo (ou Ibérico)
Cabelos: Pretos
Olhos: Azuis
Sexo: Masculino

Descrição:

.......................Altura:........................................... Peso:
Hominídeo:.......1,70m........................................... 65kg
Glabro:.............1,85m.......................................... . 100 kg
Crinos:.............2,55 m........................................... 320kg
Hispo:.............. 1,60 m............................................... 320kg
Lupus:.............0,75m............................................. 30kg

Aparência Hominídea:

Aparência Lupina:

Aparência Crinos:


ATRIBUTOS (7-5-3)  

Físicos (3 pontos)
- Força: 2
- Destreza: 2
- Vigor: 2

Sociais (5 pontos)
- Carisma: 4 (Serenidade)
- Manipulação: 2
- Aparência: 4 (Radiância)

Mentais (7 pontos)
- Percepção: 3
- Inteligência: 4 (Esclarecimento)
- Raciocínio: 3

HABILIDADES (13-9-5)

Talentos (5 pontos)
Prontidão:
Esporte:
Briga:
Esquiva: 3
Empatia: 3
Interpretação:
Intimidação:
Instinto Primitivo:
Crime:
Lábia:

Perícias (9 pontos)
Emp. c/Animais:
Arqueirismo: 3
Artesanato:
Protocolo: 2
Liderança:
Armas Brancas: 2
Atuação:
Cavalgar:
Furtividade:
Sobrevivência: 3

Conhecimentos (13 pontos)
Acadêmicos: 3
Enigmas: 2
Investigação:
Direito:
Lingüística: 3 (Nativa: português; Latim, Espanhol, Árabe, Inglês)
Medicina: 4 (Pragas)
Ocultismo:
Política:
Rituais: 2
Ciências:

ANTECEDENTES (5 pontos)
Ancestrais: 2
Raça Pura: 4
Ritos:2
Rede Espiritual: 2

Ritos:
Nível 1
Ritual da Dedicação do Talismã:Este ritual possibilita a um Garou sintonizar um objeto com o seu corpo, permitindo que esse objeto se adapte às diversas formas do Garou (jeans irão crescer para se acomodar ao tamanho da forma Crinos, etc.) e acompanhá-lo até a Umbra. Esses talismãs costumam ser objetos comuns, porque os itens espirituais, como fetiches e talentos, permanecem automaticamente com o Garou em todas suas formas. Um Garou costuma executar este ritual com mais freqüência durante a fase da lua sob a qual nasceu. Cada augúrio possui seu ritual peculiar.
Sistema:O custo é um ponto de Gnose por objeto dedicado, e um Garou jamais deve possuir mais objetos sintonizados com ele do que o seu nível de Gnose. Certos objetos particularmente grandes (a critério do Narrador) são considerados, para o propósito de .custo., mais de uma unidade. O Narrador e o jogador devem decidir o que acontece com o objeto quando assume determinadas formas. Por exemplo, quando o personagem assume a forma Crinos, sua mochila simplesmente irá crescer para acomodar-se em seus ombros (embora a mochila ainda assim não poderá manter mais objetos que o normal). Quando o personagem estiver na forma Hispo, a sua faca será absorvida pelo seu corpo. Nesses casos, o objeto aparecerá como uma tatuagem; as outras pessoas precisam gastar um ponto de Força de Vontade para remover o objeto do personagem.

Pequenos Rituais
Hálito de Gaia:Durante este ritual, o lobisomem inspira profundamente o hálito de Gaia - ou seja, ar puro - treze vezes. Ao inspirar, ele limpa sua mente de todas as coisas, salvo seu amor por Gaia.
Sistema:O personagem deve celebrar este ritual pelo menos uma vez ao dia ao longo de um ciclo comleto da lua. Isso capacita o Garou a reduzir em dois pontos o nível de dificuldade de qualquer teste de cura ou detecção.

Ritmos Ósseos:O lobisomem realiza este ritual em homenagem a seu espírito totêmico. Cada espírito tem um ritimo diferente, e o Garou tamborila o ritimo de seu espírito com baquetas especiais para homenagear seu totem. Essas "baquetas" são tradicionalmente feitas de ossos, mas podem ser modeladas a partir de qualquer material.
Sistema:Qualquer lobisomem que realize este ritual três vezes ao dia, durante pelo menos três dia consecutivos, receberá um dado a mais em qualquer teste enquanto estiver na Umbra. Uma vez utilizado o dado, o Garou precisará acumular a energia novamente durante mais três dias antes de readquirir o dado adicional.


DONS:
RAÇA:
Mestre do Fogo (Nível Um).
Assim que domesticaram o fogo para mantê-los aquecidos e afastar os animais selvagens, os seres humanos deram o primeiro passo ruma à civilização. Os lobisomens com este Dom invocam o antigo pacto da humanidade com os espíritos do fogo. Os espíritos da chama concordam em conter sua veracidade quando o lobisomem os toca. Um espírito ancestral ou espírito do fogo confere esse Dom.
Sistema: Este Dom permite a um lobisomem reparar o dano por fogo como se fosse dano por contusão. Isso exige o investimento de um ponto de Gnose; os efeitos duram uma cena.
AUGÙRIO:
Toque da Mãe (Nível Um).
O Garou é capaz de sarar os ferimentos dos outros, sejam agravados ou não, simplesmente colocando as mãos sobre a área afligida. O Garou não pode curar a si mesmo com este Dom. O Dom é ensinado por um espírito-unicórnio.
Sistema: O Garou gasta um ponto de Gnose e testa Inteligência + Medicina (dificuldade igual à Fúria do indivíduo ferido, ou 6 para os não-Garou). Cada sucesso cura um Nível de Vitalidade. Até mesmo as cicatrizes de batalha podem ser curadas desta forma, mas isto precisa ser feito na mesma cena que a cicatriz foi obtida e requer que se gaste um  ponto de Gnose. Não há limite para o número de vezes que o Dom pode ser usado numa pessoa, mas cada uso requer um ponto de Gnose.
TRIBO:
Benção de Eva (Nível Um). Dar nascimento a uma criança é arriscado nestes tempos perigosos, e os Filhos de Gaia não conseguem aguentar ver sofrimento desnecessário. Este Dom permite ao Garou a aumentar as chances da mãe em sobreviver ao nascimento de uma criança, tal como manter o recém nascido livre de doenças por um curto período de tempo. Este dom é ensinado por um espírito vaca
Sistema: O filho de Gaia precisa somente colocar as suas mãos no abdomem da mãe e gastar um ponto de Gnose; isto pode ser feito até mesmo durante o parto. Pela próxima semana, a criança e a mãe são tratados como se tiverem um ponto extra em vigor cada um deles, para propósitos de sobrevivência ao nascimento da criança, sobreviver a doenças e coisas do gênero. Se a mãe estiver grávida com mais de uma criança, o Garou precisa gastar um ponto de Gnose por criança para proteger a todas; porém, no processo de invocar este dom, o Filho de Gaia irá automaticamente saber quantas crianças estão para nascer e pode ajustar o gasto de Gnose visando isto. O dom pode ser usado em lobos(mesmo não sendo muito necessário); a gnose gasta irá proteger a ninhada inteira por 3 dias. Também pode ser usado para facilitar o nascimento de um Impuro especialmente para a mãe.

FÚRIA: 2
GNOSE: 3
FORÇA DE VONTADE: 4
POSTO: Cliath - 1

RENOME (de acordo com o Augúrio)
- Glória
Permanente:
Temporária:
- Honra
Permanente:
Temporária:
- Sabedoria
Permanente: 3
Temporária:

Vantagem da Tribo:
Diplomacia: Os Filhos de Gaia são excepcionalmente hábeis em reunir os dois lados de um conflito e fazendo-lhes ver as formas em que eles fundamentalmente concordam. Cada Filho de Gaia começa com duas características adicionais em Atributos Sociais, além disso os seus Atributos Sociais não podem ser perdidos.
Fraqueza da tribo:
Véu Rasgado: Testemunhas recebem +4 na Tabela de Delírio.
Uma vez que os Filhos de Gaia não participaram do Impergium, o totem tribal deles garantiu a eles uma demonstração extra de serenidade. Humanos que vêem um Filho de Gaia na forma Crinos não sofrem o Delírio de maneira tão forte e a reação deles na tabela de Delírio aumenta em quatro posições (sendo “Terror” a pior reação que um humano pode ter). Alguns Filhos de Gaia não vêem isso como uma fraqueza, mas a realidade é que sem essa proteção do Véu, os Filhos correm o risco de violar uma das mais sagradas leis da Litania. Não há nenhum meio confiável de desfazer essa fraqueza; se um Filho de Gaia começar a causar fortes reações de Delírio novamente, é possível que seja em intervalos aleatórios (e desagradáveis).

Equipamentos e bens possuídos:
Robe e Capa:

Arco e 30 flechas:

Espada curta:

Sandália de couro, faca, cantil de água, bolsa de hervas medicinais, cajado e terço

Pontos Bônus 15 :
Habilidades:
Talentos
Empatia 2 pb
Perícias
Arqueirismo 2 pb
Conhecimento
Medicina 2 pb
Antecedentes:
Ancestrais 1 pb
Raça Pura 1 pb
Ritos 1 pb
Rede Espiritual 2 pb
Gnose 4 pb

HISTÓRIA:
Chamo-me Tadeu de Góis. Nasci em terras ibéricas (no Reino de Portugal), em um vilarejo ocupado por Parentes, nas proximidades de Coimbra, em uma época de muitas batalhas nas quais o rei D. Afonso I avançava rumo ao sul para reclamar as terras ocupadas pelos mouros ao mesmo tempo em que exercia sua política de afirmação de seu reino contra opositores internos. Não conheci minha mãe, pois a mesma faleceu no momento em que me deu a luz e o paradeiro de meu pai é desconhecido. Alguns irmãos do mosteiro dizem que ele foi visto pela ultima vez na capital de Sevilha ou Córdoba, ninguém sabe precisar. A única coisa que eu soube, até então, era que ele é (ou era) um monge Garou.  
Fui levado por monges Filhos de Gaia (a pedido de meu pai) para ser criado no mosteiro Filhos de Maria (Caern da seita Irmandade dos Filhos), próximo ao vilarejo em que nasci, e fiquei sob a tutoria do ilustre irmão, Anastásio, O Justo. Com o qual aprendi valores cristãos, a meditação nas Escrituras, a labuta diária e principalmente a arte da medicina.
Certa vez, enquanto fazia minha reza costumeira, antes de tomar o leito, ouvi um estrondo de madeira sendo despedaçada. Saí imediatamente do meu quarto apreensivo e vi a porta do mosteiro em pedaços espalhados pelo chão, estávamos sendo atacados por um bando numeroso de vampiros que empunhavam espadas e lanças. Meus olhos foram tomados de terror e meu peito pesava, minha mente forçava-me a não crer no que estava acontecendo. Porém, uma intensa sensação tomava meu corpo e minha consciência começou a abandonar-me. Então tive a minha primeira mudança (16 anos). No outro dia, acordei dentro de uma carroça com mais dois irmãos e Anastásio. Perguntei, ao mesmo, o que havia acontecido ao mosteiro e ao vilarejo e ele apenas balançou a cabeça negativamente. Tomávamos rumo para o sul da Ibéria (para uma seita chamada Luz de Gaia que tomava conta de um mosteiro e um vilarejo de Parentes) onde fomos recebidos em lágrimas e lamentos.
Ali meus estudos intensificaram, pois eu era tido agora como um Filho de Gaia de uma linhagem pura de antepassados destacados na área acadêmica e nas boas obras cristãs (Meu ritual de passagem foi descobrir como tratar uma doença mortal que afligia uma mulher do vilarejo, o que consegui resolver depois de várias luas sem dormir). Após ter completado o ritual de passagem, Anastásio revelou-me que meu pai é um missionário e que não sabia ao certo se ele ainda estava vivo, mas que eu era o herdeiro da missão de nossos antepassados de caminhar errante de seita em seita para apregoar sobre a paz e o amor de Gaia. Um dia ele me disse que o cajado (Fetiche Bastão do Peregrino) que o meu pai se apóia, o qual está a gerações em nossa família, iria ser passado para mim em algum momento nesta vida, mas ele não sabe quando nem onde, apenas disse-me que cabia a mim encontrar meu destino.
A seita na qual estávamos era composta não somente por Filhos de Gaia, mas também por muitos Peregrinos Silenciosos com os quais aprendi a falar o Árabe. Anastásio me levava regularmente a Córdoba para visitar a biblioteca para ensinar-me filosofia, teologia e medicina. Enquanto ficávamos no vilarejo, levava-me para lugares ermos para a prática do arqueirismo e manuseio de espada. Outras vezes levava-me para o Caern para ensinar alguns rituais e contactar meus ancestrais e outros espíritos. Estes dias de intenso estudo e treino eram preparos para certo momento que ainda não havia se revelado. Certa noite, ao adormecer sobre os manuscritos da revelação de São João, me veio um sonho peculiar. Sonhei que estava em uma floresta frondosa e bela onde espíritos de várias criaturas vagavam vividamente e em liberdade. Uma figura caminhava imponente expressando autoridade, um leão coroado. Pensei comigo mesmo, este é o Rei dos reis? Uma voz branda responde-me logo em seguida como se houvesse escutado meus pensamentos: “Jovem Tadeu, não tomastes tuas sandálias ainda”? Procurei aquela que falava comigo e vi uma mulher dos mais belos e finos traços. Ela apresentou-se como uma antepassada, Valkíria Pés-Leves-e-Graciosos. Então, ela disse: “Gaia te envia para as terras onde o Leão reina”. Acordei aturdido, com anseio na alma, sem entender aquela visão, passei o resto da noite acordado tentando decifrar este código. Ao amanhecer procurei imediatamente Anastásio e lhe contei o que havia acontecido. Serenamente o irmão estendeu suas mãos até meus ombros e disse: “Tadeu, chegou a hora, precisas ir para a Inglaterra”. Tentei indagá-lo do porquê de tal urgência, mas ele simplesmente dedicou meu robe (Ritual do Talismã), preparou-me um saco com algumas roupas limpas, um cajado, uma aljava com 30 flechas, um pão embrulhado em um pano, um cantil de água e levou-me até as fronteiras da Ibéria onde me pôs em uma caravana de mercantes (Peregrinos, Sentinelas e Filhos de Gaia) que estavam indo para a Inglaterra. Desde então nunca mais vi Anastásio, O Justo.
Ao chegar à Inglaterra, já conseguia ter um mínimo de comunicação, pois havia aprendido alguma coisa da língua inglesa com meus companheiros de viajem. Estabelecemo-nos em Canterbury em uma seita local onde tenho vivido até então. Não sei ao certo o que devo fazer nesta terra, mas aguardo pelas ordens de Gaia segundo aquela misteriosa visão. Enquanto isso cuido dos doentes e prego a verdade aos pobres sustentado da caridade daqueles que são consolados com o meu pastoreio.
avatar
LewisCarroll

Mensagens : 11
Data de inscrição : 18/04/2017
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Tadeu de Góis-Sopro-de-Gaia-Theurge-Filhos de Gaia

Mensagem por Alexyus em Qua Maio 31, 2017 12:13 am

Parabéns, Lewis! Sua ficha está perfeita, muito bem organizada, todos os pontos explicados satisfatoriamente no histórico, nenhum retoque a fazer.

Mesmo a Rede Espiritual pode ser justificada com a pincelada que você deu sobre a relação do Tadeu com os espíritos.

Vou pedir pra um ADM fazer a segunda revisão mas acho que muito em breve teremos o Tadeu jogando em Dark Ages!
avatar
Alexyus

Mensagens : 159
Data de inscrição : 05/07/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Tadeu de Góis-Sopro-de-Gaia-Theurge-Filhos de Gaia

Mensagem por LewisCarroll em Qua Maio 31, 2017 7:24 am

Vlw Alexyus, tbm estou aguardando pra jogar esse Dark Age. cheers
avatar
LewisCarroll

Mensagens : 11
Data de inscrição : 18/04/2017
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Tadeu de Góis-Sopro-de-Gaia-Theurge-Filhos de Gaia

Mensagem por GAIA em Dom Jun 18, 2017 7:33 pm

A ficha foi aprovada, LewisCarroll.

Bons jogos!
avatar
GAIA
Admin

Mensagens : 340
Data de inscrição : 05/07/2016

Ver perfil do usuário http://lobisomemrpg.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Tadeu de Góis-Sopro-de-Gaia-Theurge-Filhos de Gaia

Mensagem por LewisCarroll em Dom Jun 18, 2017 9:31 pm

Obrigado =D
avatar
LewisCarroll

Mensagens : 11
Data de inscrição : 18/04/2017
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum