Luke Duran - Entre a Fúria e a Paz

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir em baixo

Re: Luke Duran - Entre a Fúria e a Paz

Mensagem por Luke Duran em Dom Jul 29, 2018 7:33 pm



O rapaz caia inconsciente no chão e sangrando bastante, todos que assistiam a luta ficavam horrorizados com o que Luke fizera com o rapaz, praticamente o desfigurando com seus punhos. A namorada do rapaz até fingia que o namorado nem existia... ele queria impressioná-la e se dera bem mal.

Ao terminar Luke parecia nervoso, olhando para o rapaz ensaguentado no chão.

"Porra!! Que bagunça de merda eu fiz com esse cara... não era bem assim que achei que isso terminaria. Essa merda de controlar a força contra humanos é um caralhoo."

Naquele momento Luke era abordado por um homem descamisado e de boné, ele visivelmente não era da academia, mas agia como um 'olheiro' para as lutas ilegais que ocorriam na região

"Quem é esse esquisito? Deve ser um dos que eu precisava impressionar...." Pensou, bufando enquanto saia do ringue.

-- Caralho maninho, tu ferrou direitinho esse fracote. Ai guri, qual a tua praça? Pode me chamar Frota, haha.. ai cara, tenho um convite especial para caras como você, tá afim de ganhar uma grana boa? Tenho uns amigos que lidam com gente que sabe lutar e tal, vai que você vire um Andersom Silva?

"Fracote? O cara está quase morto no chão, e ele cagando pra isso. Filho da puta!"

-- Demonstre algum respeito ao rapaz no chão, ele luta bem... mas eu não sou qualquer um. Diz olhando nos olhos do esquisito. Tirando as luvas, nota o sangue que havia escandalizado nelas e as taca no chão enquanto termina sua fala:
-- Quanto as lutas... não quero virar o Anderson Silva, gosto das minhas pernas inteiras, como estão. Mas, aceito o convite, posso derrubar qualquer um que quiser. Esse é meu número *entrega a ele*, Luke Duran. Me liga quando tiver algo pra mim.  

Enquanto se recompunha, notou que havia uma garota ali, olhando para o rapaz no chão fingindo que ele não existisse, reprimindo sua preocupação, mas poucas coisas fugiam do olhar treinado de Luke e sua empatia como Filho de Gaia, mesmo que sua personalidade grosseira tentasse disfarçar.

Duran vai até ela e diz em tom suave e voz baixa: -- Sinto muito. *pega a mão da garota e com a outra mão coloca um pequeno maço de dinheiro em sua mão*. -- Use para pagar o hospital e remédios dele.

E se afasta com passos firmes e apressados. Andando em direção a saída, se aproxima de Jonas tentando esconder a tristeza em seu olhar.
Seu semblante desapontado não conseguia olhar nos olhos de Jonas, e disse com a voz grossa e tremula:
-- Eu exagerei com aquele cara, ele não merecia isso. Após um suspiro continua: -- Preciso beber, vamos sair logo daqui.

Pela primeira vez Luke por descuido foi vilão daquilo que mais repugnava... Machucar inocentes. E isso não o fazia se sentir nada bem...
avatar
Luke Duran

Mensagens : 114
Data de inscrição : 26/03/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Luke Duran - Entre a Fúria e a Paz

Mensagem por Cetza em Qua Ago 08, 2018 10:53 am

(Frota)-- Esquece ele, vai ser bom para ele levar alguns duros golpes haha... gostei dessa do Anderson Silva...
* Frota pegava o seu número e o guardava como se fosse algo precioso*
(Frota)-- Não se preocupe, entrarei em contato em breve... muito em breve.
* O homem estranho ficava encarando Luke enquanto o via conversar com a mulher, por uma fração de segundos ao tirá-lo de seu campo de visão, Luke já não mais o via.*

(Moça) -- Hum... bem na verdade nem era namorada dele... sabe ele era como aqueles idiotas que gostam de se exibir e acabou tendo o que merecia, você parece ser um cara bem legal... ainda mais se preocupando com pessoas como ele... Acho que o mundo precisa de mais pessoas como você...
* A jovem aceitava o dinheiro e pegava o celular, obviamente chamando uma ambulância para o pobre coitado. Luke notava como as pessoas 'daquele círculo agiam... aos derrotados somente havia o desprezo de seus 'amigos'.*

Luke se afastava da academia sobre os olhares curiosos dos frequentadores que provavelmente imaginavam que aquilo fora algum tipo de rixa antiga ainda mais depois que ele fora conversar com a suposta namorada do jovem esmurrado. Luke via o carro de Jonas estacionado, ele estava tirando um cochilo quando você o via, Jonas ao sentir seu cheiro e ouvir seus passos pesados acaba acordando.

(Jonas) -- Por Gaia diga que não o matou!...
* Jonas estava visivelmente preocupado com Luke e sua atuação na academia, tudo o que eles não precisavam no momento era de uma investigação de homicídio. Jonas dirigia até um bar para que bebessem um pouco e aliviassem a tensão daquele dia. O velho lobo policial levava Luke ao bar do Lobo Guará, era um bom disfarce para um bar de garous na amazônia pois nenhum não lobo iria desconfiar. O locar era bem frequentado pois servia cervejas artesanais sem os processos industriais da Wryn. Jonas se sentava numa das mesas e pedia ao dono uma Sierra Nevada. O dono do bar olhava bastante para Luke esperando o pedido dele. O homem possuía um olhar esperto, notavelmente um garou bem mais experiente, ele tinha uma bela cicatriz no rosto e muitas no braço.

Bar do Lobo Guará:
(Jonas)-- Eii... Marcos!... me vê uma Sierra Nevada... e não me venha com aquelas porcarias como da ultima vez! hahaha

Marcos:

(Marcos) --... Está bem... você não costuma rir... deve ter ocorrido algo.. e você guri? O que vai querer? Presumo que seja algo bem forte...

avatar
Cetza

Mensagens : 201
Data de inscrição : 25/03/2017
Idade : 33

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Luke Duran - Entre a Fúria e a Paz

Mensagem por Luke Duran Hoje à(s) 4:23 pm



(Jonas) -- Por Gaia diga que não o matou!...
-- Não... mas espero que sobreviva sem muitas sequelas.

Durante o caminho Luke conta o ocorrido a Jonas. Não era necessário ouvi-lo, para notar sua ansiedade refletida em rápidas batidas do calcanhar no chão ao longo do percurso.

Luke entra no bar de cara fechada e logo se depara com um homem, que parecia ser chegado de Jonas:

O homem possuía um olhar esperto, notavelmente um garou bem mais experiente, ele tinha uma bela cicatriz no rosto e muitas no braço.

"Esse cheiro...tipico de nossa espécie"

Senta em uma das mesas. Perdido em pensamentos e lembranças, com o olhar fixado em um ponto aleatório da mesa. Se lembrou do que fez com seu melhor amigo em sua primeira transformação, e cerrou os punhos com força.
" Eu jurei que não faria algo assim novamente, e por pouco, não matei outra vez, sem motivo."

O mais furioso dos Filhos de Gaia, tinha um código próprio de conduta. Matar não era o problema, desde que houvesse um motivo plausível, e o inimigo fizesse por merecer (pelo menos em sua concepção).

Luke acorda de seus pensamentos, interrompidos pelo experiente garou que esperava pelo seu pedido:
(Marcos) --... Está bem... você não costuma rir... deve ter ocorrido algo.. e você guri? O que vai querer? Presumo que seja algo bem forte...
-- Com certeza! Me vê uma garrafa do que tiver de mais forte aí... já que "nossa regeneração", atrapalha nossa embriaguez.

* Tira seu celular do bolso, e checa rapidamente se há alguma ligação perdida ou mensagem recebida que desse continuidade em sua missão*
E voltando o olhar ao velho experiente, continua:

-- E falo sério em pedir a garrafa, guarde o copo pra quem ainda bebe com alguma moderação.
avatar
Luke Duran

Mensagens : 114
Data de inscrição : 26/03/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Luke Duran - Entre a Fúria e a Paz

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum